ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 19.5.20 A+ A- Print Email

Morre aos 95 anos poeta, violeiro e cordelista Ismael Freire

Ele tinha 95 anos e faleceu em Guarabira, no Brejo da Paraíba, onde morava desde os anos 1940, de acordo com nota divulgada pela Fundação Espaço Cultural (Funesc).


Ismael Freire escreveu folhetos como ‘A Profecia do Velho Mensageiro’, 'A verdadeira história do meu padrinho Frei Damião', 'A morte de Damiana em Lagoa das Velhas'; e 'O diabo solto no mundo montado na besta fera'. (Foto: Divulgação)
Morreu nesta segunda-feira (18) o poeta, violeiro e cordelista paraibano Ismael Freire. Ele tinha 95 anos e faleceu em Guarabira, no Brejo da Paraíba, onde morava desde os anos 1940, de acordo com nota divulgada pela Fundação Espaço Cultural (Funesc).
Ainda segundo a nota, "Ismael Freire escreveu folhetos como ‘A Profecia do Velho Mensageiro’, 'A verdadeira história do meu padrinho Frei Damião', 'A morte de Damiana em Lagoa das Velhas'; e 'O diabo solto no mundo montado na besta fera'."
Veja a nota na íntegra
NOTA
A Fundação Espaço Cultural da Paraiba (Funesc) lamenta o falecimento do poeta, violeiro e cordelista paraibano Ismael Freire, 95. O artista faleceu em Guarabira, onde residia desde os anos 1940. O sepultamento acontece hoje, no Cemitério Velho de Guarabira.
Ismael Freire escreveu folhetos como ‘A Profecia do Velho Mensageiro’, 'A verdadeira história do meu padrinho Frei Damião', 'A morte de Damiana em Lagoa das Velhas'; e 'O diabo solto no mundo montado na besta fera'.
Em 2018, o artista - nascido em Bananeiras e alfabetizado aos 28 anos de idade - foi indicado para receber o Registro de Mestre das Artes Canhoto da Paraíba, como reconhecimento de sua importância para a cultura paraibana.

3
0 Comentários

Postar um comentário