ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 24.4.20 A+ A- Print Email

Em live, Bolsonaro ignora possível saída de Moro

5708
© Facebook/Reprodução Presidente Jair Bolsonaro durante transmissão ao vivo em sua página do Facebook

O presidente Jair Bolsonaro ignorou a possível saída do ministro da Justiça, Sérgio Moro, em live semanal no Facebook nesta quinta-feira, 23. “Vai ser uma live bastante rápida e o assunto do momento. O auxílio emergencial”, anunciou o Bolsonaro no início da transmissão ao vivo que contou com a participação do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Mais cedo, Moro avisou a Bolsonaro que deixará o governo caso o mandatário imponha um novo nome para o comando da Polícia Federal, atualmente ocupado por Maurício Valeixo.
O presidente ainda não se manifestou sobre a possível saída do ministro em nenhuma rede social. Ao chegar ao Alvorada no final da tarde desta quinta, ele evitou tratar do assunto.
OMS
Bolsonaro evitou comentar sobre questões polêmicas do coronavírus durante a transmissão. Em um dos poucos momentos, voltou a dizer que o emprego sempre foi uma preocupação. “Você não imagina o quanto apanhei da mídia brasileira. Aquela historinha: vida você não recupera, economia recupera.”
O presidente ainda comentou sobre os processos que está respondendo dentro e fora do País. “Estou sendo acusado de genocídio por estar defendendo uma tese diferente da Organização Mundial da Saúde”, afirmou Bolsonaro, acrescentando que o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, não é médico. “O presidente da OMS não é médico. Tem que seguir OMS? Tem que seguir ministério da Justiça? Tem que seguir determinações, orientações.”
Conhecido como Dr. Tedros, apesar de não ser médico, Tedros é formado em biologia, fez mestrado em imunologia de doenças infecciosas na Universidade de Londres e concluiu doutorado em saúde comunitária na Universidade de Nottingham, também no Reino Unido.
ESTADÃO
3
0 Comentários

Postar um comentário