ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 21.3.20 A+ A- Print Email

Casos suspeitos de contágio pelo novo coronavírus na PB crescem mais de 2.500% em 10 dias

1311
Casos suspeitos do novo coronavírus na Paraíba cresceram 2571% em 10 dias — Foto: Getty images via BBC/Arquivo
Em 10 de março a Paraíba tinha 7 casos suspeitos de contágio pelo novo coronavírus e cinco casos descartados. Dez dias depois, até a sexta-feira (20), o número havia crescido 2.571%, para 187 casos suspeitos – 40 foram descartados e um caso confirmado de Covid-19. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (SES).
O número de pessoas na Paraíba com suspeita de coronavírus cresceu quatro vezes mais que o total de resultados dos diagnósticos, conforme a curva de contágio. O G1 acompanha evolução de casos suspeitos, confirmados e descartados. Na quinta-feira (19), o Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) foi autorizado a realizar os exames para o coronavírus, após uma fase de qualificação e capacitação feita pelo Ministério da Saúde.
A SES explica que até a sexta-feira (20) todos os casos que eram enquadrados após análise clínica de médicos e encaixados em um dos três casos de suspeita foram testados para o coronavírus. Todas as amostras recolhidas são encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas, no Pará, que é um dos laboratórios autorizados pelo Ministério da Saúde para testar casos suspeitos de coronavírus em estados do Norte e Nordeste.
Os testes podem demorar até cinco dias para apresentarem resultado. Em paralelo à demora, o espalhamento do vírus aumenta com aglomeração de pessoas, a falta de cuidados com a higiene pessoal, seja não lavando as mãos ou tossindo sem cobrir a boca, fazendo com que os casos suspeitos aumentem por conta da retenção dos resultados dos exames.
Na quinta-feira (19), o Ministério da Saúde reconheceu o Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) como autorizado para testar casos de coronavírus. Porém, de acordo com a secretariar, as coletas continuam sendo realizadas na Paraíba e encaminhadas para serem analisadas no Pará, porque ainda faltam insumos para que o estado tenha autonomia de testar os casos e apressar um parecer para quem tem suspeita da Covid-19, como é chamada a doença causada pelo coronavírus.
Conforme Talita Tavares, gerente executiva de Vigilância em Saúde do Estado, o laboratório estadual só deve começar a funcionar no início do mês de abril, após a chegada de todos os insumos.
Para que o Lacen Estadual passe a realizar os testes, duas fases já foram cumpridas. A capacitação e qualificação realizada como treinamento pelo Ministério da Saúde já foi cumprida. Além disso, a estrutura também já está devidamente autorizada. Agora, a Paraíba aguarda o recebimento do insumo para realização dos testes.
Conforme a (SES), existe um fluxo de atendimento para casos suspeitos de pacientes com Covid-19 que deve ser cumprido pelas unidades de saúde, baseado em sintomas apresentados em três situações específicas.

Posto de coleta em João Pessoa

Com o aumento das notificações, foi montado um posto de coleta no Complexo Hospitalar Juliano Moreira, Av. Dom Pedro II, bairro da Torre, em João Pessoa. A unidade começou a funcionar na quarta-feira (18), apenas para as pessoas que atendem aos critérios do Ministério da Saúde e são direcionadas após triagem por telefone.
G1
3
0 Comentários

Postar um comentário