Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 10.1.20 A+ A- Print Email

Mulher morre carbonizada após incêndio em quarto de casa, em João Pessoa

Uma mulher de 60 anos morreu carbonizada na manhã desta sexta-feira (10), no bairro dos Bancários, em João Pessoa, após um incêndio dentro do quarto de uma casa. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as chamas estavam altas quando as equipes chegaram ao local.

Ainda conforme informações do Corpo de Bombeiros, duas crianças também estavam na casa e foram acordados pelo fogo. Eles acionaram a polícia e não ficaram feridos.

Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local a polícia já estava na casa e as portas estavam abertas. As equipes de bombeiros apagaram as chamas que estavam concentradas em um quarto no final da casa. Após resfriar o local, o corpo da mulher foi encontrado carbonizado.

Não há como precisar o que causou o incêndio, apenas uma perícia, que está sendo realizada no local junto à Polícia Civil poderá indicar as causas.

G1

Alvo de Operação, Santiago gastou R$ 125 mil de cota parlamentar com advogado

O deputado federal Wilson Santiago (PTB), alvo da Operação Pés de Barro, gastou R$ 439.808,51 da cota parlamentar em 2019 — isso representa 97% do total a que ele tinha direito. O levantamento foi feito pelo site ‘O Antagonista’.

Do montante, 125 mil reais foram apenas para custear sua “consultoria jurídica”.

Santiago foi afastado do cargo em 21 de dezembro, por decisão do decano do Supremo Tribunal Federal (STF), com base na investigação da Operação Pés de Barro, que apura superfaturamento em obras no interior da Paraíba.

A decisão de Celso de Mello, no entanto, pode sofrer reversão por parte do plenário da Câmara dos Deputados. Isso porque desde 2017, a maioria dos ministros do Supremo decidiu que a Câmara e o Senado têm a palavra final sobre medidas cautelares determinadas pela Justiça contra seus respectivos parlamentares.

3
0 Comentários

Postar um comentário