Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 17.12.19 A+ A- Print Email

Psicólogo guarabirense que baleou funcionários de hotel em Boa Viagem após agredir esposa é preso

Segundo delegada, ele compareceu ao DHPP, no Recife. Como havia mandado de prisão em aberto, ele foi detido. Crime foi registrado por câmeras de estabelecimento da Zona Sul.

A Polícia Civil prendeu, nesta segunda-feira (16), o homem que, após agredir a esposa em um hotel, localizado no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, tentou matar três funcionários do mesmo estabelecimento e roubou um veículo para fugir. Imagens das câmeras de segurança do hotel mostraram o momento em que ele dispara contra um segurança (veja vídeo acima).
O crime aconteceu na noite do dia 3 de dezembro, no Mar Hotel, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A polícia apontou que o homem, João Raimundo Vieira da Silva de Araújo, se apresentou no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Zona Oeste do Recife.
Como havia um mandado de prisão preventiva em aberto, ele foi preso pela equipe da 3ª Delegacia de Homicídios. Por volta das 12h50, ele foi ouvido pela delegada Stephanie Araújo, responsável pelo caso. Segundo ela, a mãe de João Raimundo foi quem levou a arma até o hotel.
“Essa arma estava na bolsa da genitora e João Raimundo teve acesso a ela no momento em que a mãe foi buscar pegar na bolsa um cartão de crédito para pagar um segundo quarto, porque ela decidiu que naquela noite ficaria no hotel por causa da desavença que tinha sido causada ali”, declarou a delegada.
Dois funcionários foram atingidos pelos disparos, segundo a Polícia Civil: José Edson Lima Júnior, 34 anos, e José Fernando Freire da Silva, 43 anos. Ambos foram levados para o Hospital da Restauração, na área central do Recife. Os investigadores afirmaram que João Raimundo ainda atirou contra um terceiro funcionário, que não foi atingido.
O homem foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. O G1 tentou, mas até a última atualização desta reportagem, não conseguiu localizar a defesa de João Raimundo.
No vídeo, um segurança veio caminhando por um corredor até chegar a um elevador. O atirador apareceu logo depois com a arma apontada para o funcionário, que se surpreendeu e colocou as mãos para cima (veja vídeo acima).
Após falar com o segurança, mantendo a arma apontada, o hóspede fez os disparos. Não foi possível ver o funcionário sendo atingido, mas as imagens mostraram a vítima se arrastando para fugir do atirador, que não abaixou a pistola. No chão, ficou uma marca, que aparentava ser sangue.
Uma mulher de camisa listrada surgiu gesticulando e seguiu atrás dos dois. Os três desapareceram da imagem. Depois, o hóspede voltou pelo mesmo corredor, mantendo a arma em punho.
Os investigadores informaram que a arma usada no crime é da mãe do hóspede, que tem posse de arma autorizada. O filho dela, no entanto, não tem a autorização para posse ou porte de arma.

G1 Pernambuco
3
0 Comentários

Postar um comentário