Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

g2portaldenoticias.com 12.11.19 A+ A- Print Email

Verba para ações de prevenção na barreira do Cabo Branco, na PB, é liberada pelo governo federal

1971
Barreira do Cabo Branco, em João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução
O repasse de R$ 4,119 milhões para obras de prevenção na Barreira do Cabo Branco, em João Pessoa, foi autorizado pelo governo gederal, conforme publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na noite desta segunda-feira (11). A liberação já havia sido anunciada durante a manhã pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, durante a inauguração do Complexo Habitacional Aluízio Campos, em Campina Grande, evento que contou com a participação do presidente, Jair Bolsonaro.
Segundo a portaria, o recurso deve ser transferido para a Prefeitura, para execução de ações da Defesa Civil. A verba é direcionada para a meta 1, que já foi aprovada, licitada e é referente a ações de prevenção em áreas de risco de desastre.
A publicação estabelece ainda um prazo de 365 dias para a execução das obras, tendo em vista a natureza e a quantidade de ações a serem implementadas.
Durante o evento em Campina Grande na manhã desta segunda-feira, o ministro do Desenvolvimento Regional pontuou a importância das ações de prevenção no local. “Para que João Pessoa possa começar logo essa obra e a gente garanta esse cartão postal”, afirmou.
O coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, Noé Estrela, informou ao G1 que a verba deve ser destinada para as ações de enrocamento. “É a obra de proteção, a colocação de rochas no ‘pé’ da barreira. Toda aquela parte de encosta vai ser protegida”, disse. Ele afirmou ainda que já está sendo realizada a drenagem na parte superior da barreira.
De acordo com Noé Estrela, com a autorização do repasse, é preciso que o prefeito assine a ordem de serviço para que as ações comecem. O coordenador explicou que, após essa fase de enrocamento, é necessário ainda executar a obra de engorda. “É a areia que você coloca próximo às rochas, que é como se fosse uma praia artificial, como se você estivesse fazendo uma extensão de areia em toda a encosta”, comentou.
G1
3
0 Comentários

Postar um comentário