Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

Jovem que agrediu mulher por 4h deu nome falso na portaria do prédio


O suspeito de agredir durante quatro horas a empresária Elaine Peres Caparroz, de 55 anos, deu o nome errado na portaria do condomínio da vítima, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, no último sábado (16), dia do crime.
De acordo com o irmão da vítima, Vinícius Batista Serra, de 27 anos, se identificou como Felipe ao porteiro que estava de plantão antes de subir até o apartamento da empresária.
“Vou entregar esse papel para a polícia hoje (segunda-feira). Não o consegui antes porque o porteiro que estava de plantão só voltou a trabalhar no domingo. Minha irmã já havia me contado que o porteiro falou que o nome do rapaz era Felipe. Ela achou estranho mas acabou liberando porque estava esperando alguém e achou que o porteiro havia se enganado”, afirmou Rogério Peres, irmão de Elaine.
O estudante de Direito está preso por tentativa de feminicídio. Ele é suspeito de agredir a vítima com socos, mordidas e outros golpes.
Como destaca o jornal Extra, os dois haviam se conhecido pela internet e conversaram durante oito meses. Vinícius estava na casa da vítima para um jantar. Ele alega que teve um surto psicótico no meio da noite e agrediu a vítima.
ESTADO DE SAÚDE DA VÍTIMA
Elaine permanece internada no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, na Zona Norte do Rio. O irmão afirma que ela levou quase 40 pontos dentro da boca. Também sofreu fratura no nariz e nos ossos da órbita (região próxima aos olhos). Ela fez uma tomografia, que não apontou danos neurológicos. Elaine também perdeu um dente.
Segundo boletim médico divulgado na manhã desta segunda-feira (18), Elaine será transferida da UTI para um quarto. Ela segue em estado estável e permanecerá em observação.
FILHO FEZ DECLARAÇÃO
O lutador Rayron Gracie, filho da vítima, usou seu perfil no Instagram para postar uma foto dos dois e escrever: “Te amo, mãe”.

REVEJA O CASO

Mulher agredida em casa no Rio deve prestar depoimento hoje

"Esperamos apenas o OK da família", afirmou a delegada Adriana Belém, titular da 16ª DP (Barra), ao G1.


A paisagista Elaine Perez Caparroz, 55 anos, agredida por quatro horas dentro da própria casa, no fim de semana, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, deve prestar depoimento nesta quarta-feira (20).
“Esperamos apenas o OK da família”, afirmou a delegada Adriana Belém, titular da 16ª DP (Barra), ao G1.
Segundo destaca a publicação, o depoimento não foi tomado antes porque desde domingo (17) a vítima estava no CTI do Hospital Casa de Portugal, que fica no Rio Comprido, Zona Norte. Elaine deixou a CTI na terça-feira (19). ‘Logo estarei numa boa’, disse ela em vídeo; veja aqui.
O estudante de Direito Vinícius Batista Serra, 27 anos, está preso. Ele alega que acordou em surto, após ter jantado e dormido na casa da vítima. O jovem deve passar por um exame psiquiátrico.
“Não acredito nessa possibilidade. Ele já tem um perfil violento, tanto é assim que um segurança, na medida que a vítima gritava pedindo socorro, pediu para ele abrir a porta e ele disse que não abriria. Só se arrombasse”, disse a delegada.
Os pais do agressor foram intimados, mas não apareceram na delegacia.

3
0 Comentários

Postar um comentário