Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

Empresário é preso acusado de liderar tráfico em Teresina


os agentes e delegados da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) prenderam, na manhã de terça-feira (14/08), 10 acusados de tráfico de drogas, nos bairros Dirceu Arcoverde I, Jardim Europa, Planalto Bela Vista, São Joaquim em Teresina, e no residencial Novo Tempo e Povoado São Gonçalo, em Timon (MA), na Operação Entre Rios.
O delegado títular da Depre, Cadena Junior informou que o objetivo da operação é desarticular a quadrilha de entorpecentes composta por 10 pessoas que traziam drogas de Pernambuco e depositava em um sítio de Timon (MA), para vender em Teresina.
“Hoje a Depre deflagrou em alusão a operação do Secretário de Segurança, coronel Rubens, Piauí Seguro, essa operação foi coordenada e culminou com a prisão de dez traficantes que faziam trafico interestadual, uma parceria que tivemos em Timon e com o canil da PRF. Ontem conseguimos pegar um carregamento que estava sendo retirado de um sítio de 20kg de maconha, essa quadrilha chefiada pelo Dalton, que é um traficante conhecido da DEPRE, vinha trazendo muita maconha de Pernambuco. Então foram feitas investigações há mais de dois meses e via-se que toda essa quadrilha participavam da compra e distribuição de maconha em Teresina e Timon”, declarou Cadena Júnior.
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
De acordo com o delegado Matheus Zanatta, o líder do grupo é Carlos Alberto dos Santos, mais conhecido como baixinho, foi preso com 20 kg de maconha dentro de uma caminhonete Saveiro, em Timon (MA). “Carlos era o grande chefe dessa organização, já tinha sido preso em 2005 por tráfico no Piauí, ficou preso até 2010 onde foi solto e foi para Remanso na Bahia novamente cometendo crimes por lá. Ontem fizemos a prisão dele em flagrante e ele foi buscar esse entorpecente no seu sítio, avaliado em aproximadamente R$ 1 milhão, bem estruturado e organizado. Ele é um empresário de Teresina com vários carros no seu nome e também demos cumprimento ao mandado de prisão em aberto em Remanso. Carlos comandava Dalton que repassava informações pára outras pessoas para fazer a venda e guarda dessa entorpecente”, detalhou.
Cabe destacar que Carlos, nos últimos anos, mantinha uma vida empresarial, em Teresina e Timon. Na primeira, no ramo de autopeças, mais precisamente no Bairro Tabuleta na segunda como produtor rural de melancia. Os demais participantes na venda de drogas ilícitas, seriam Francisco Dalton de Araújo Oliveira e José Terto da Silva Filho, e os responsáveis pela guarda e deposito dos entorpecentes Fabricia Abreu Fernandes Noronha, David dos Santos Bonfim, Sebastião Rodrigues Marques e Daniela Rodrigues Marques de Oliveira, pai e filha respectivamente.
Matheus Zanatta afirmou ainda que Carlos Alberto já tinha mandado de prisão em aberto e foi preso trazendo drogas em um compartimento secreto de uma Saveiro. “Ele tinha um sítio em Timon onde a droga era guardada e fazia a distribuição em Teresina através da distribuição feita pelo Dalton. Outra pessoa fazia o comércio de entorpecente que é o José Terto”, afirmou.
Image title
Image title

 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
 (Crédito: Reprodução/Polícia Civil)
(Crédito: Reprodução/Polícia Civil)


3
0 Comentários

Postar um comentário