Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

Caso Vitória: "agora ela não será mais maltratada", diz pai da garota

Após o corpo da adolescente Vitória Gabrielly ter sido encontrado no sábado (16), o pai acredita que o responsável pelo crime seja conhecido


Roberto Vaz, pai da menina Vitória: "agora ela não vai mais sofrer"

Roberto Vaz, pai da menina Vitória: "agora ela não vai mais sofrer"

RecordTV
"A gente sequer imaginou que pudesse existir uma pessoa capaz de uma atrocidade dessas", afirmou Roberto Vaz, pai da menina Vitória Gabrielly Guimarães, de 12 anos, encontrada morta no sábado (16). "Ela não vai mais sofrer, não vai mais estar nas mãos de quem poderia maltratá-la", disse emocionado. 
A menina estava desaparecida há oito dias quando seu corpo foi encontrado à magem de uma estrada rural em Araçariguama. "Se existe uma linha de investigação que aponta para vingança tem que ser investigada", disse o pai. Roberto diz acreditar que a pessoa responsável pelo sequestro da filha seja uma pessoa conhecida da família. "Ela não entraria no carro contra vontade. Acredito que seja alguém que tenha conhecimento da cidade e tem que ser encontrada."
O pai de Vitória diz também que conseguiu dormir alguns momentos da madrugada desta segunda-feira. "Agora sei que ela está descansando", diz ele. "Não faltou apoio, carinho e compreensão."
Segundo informações da polícia, o corpo foi encontrado em uma área de mata por um homem que afirmou ter sentido o cheiro enquanto passeava na região com seu cachorro. Ao ver o corpo, ele chamou a polícia. Vitória estava embaixo de um monte de lixo, virada de bruços para o chão.
O pai da garota fez o reconhecimento do corpo. A mãe da menina ficou sabendo da notícia pelo filho mais velho, que veio da Argentina para apoiar a família durante as buscas.
O corpo da jovem será levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Sorocaba.
O desaparecimento
Publicidade
Fechar anúncio
A menina Vitória saiu na tarde do dia 8 de junho para patinar próximo da casa onde morava, no bairro de Vila Nova, mas não voltou. Segundo a família da menina, Vitória saiu de casa para ir a um ginásio de esportes brincar com uma amiga da escola. No trajeto, no entanto, a outra criança teria desistido de acompanhá-la.
Após andar cerca de 700 metros a pé, Vitória colocou o patins para continuar a caminhada ao ginásio. Imagens de câmera de segurança captaram o momento que a Vitória parou na esquina da escola onde ela estuda que está no caminho do ginásio.
De acordo com testemunhas, quando a menina chegou no ginásio, foi abordada por um homem que estava em um carro preto.
Outras crianças que estavam no local dizem que viram a menina conversando com o suspeito, mas como precisavam entrar para ter uma aula, não viram se a menina entrou no carro.
A polícia chegou a periciar o carro de um suspeito. No entanto, não houve indícios de que Vitória tenha entrado no veículo.
A Justiça de São Paulo decretou, na tarde desta sexta-feira (15), a prisão temporária de um suspeito de participar do possível sequestro. O delegado Acássio Leite, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba, informou que as investigações seguiriam em segredo.
Assista aos vídeos e saiba mais sobre o desaparecimento da menina Vitória:

3
0 Comentários

Postar um comentário