Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

BAÍA DA TRAIÇÃO: Projeto de lei prevê pagamento de férias integrais ao Prefeito, vice, vereadores e secretários


Prestemos bastante atenção na aberração jurídica que o Prefeito Constitucional de Baía da Traição, Serginho Lima, juntamente com sua bancada de vereadores na câmara querem aprovar em desfavor da população, todavia, em benefício próprio deles.
De acordo com o projeto de Lei n° 03 de março de 2018, estabelece que, parágrafo 1°, inciso I, que é direito dos Agentes Políticos do Município de Baía da Traição o gozo de férias anuais, acrescida de um terço (até aí, tudo bem), sendo que, no parágrafo terceiro do referido projeto determina que durante as férias o Prefeito poderá ser substituído pelo Vice-prefeito sendo que esse passará a receber a mesma remuneração daquele, ou seja, receberá 15.000 (quinze mil reais), pasmem, 15.000 (quinze mil reais) do Prefeito + 15.000 (quinze mil reais) do Vice-prefeito.
Vamos refletir: apenas duas pessoas perceberá o valor de 15.000 (quinze mil reais), enquanto que, diversas famílias não tem nem o pão de cada dia para alimentar sua família.
No parágrafo quinto do mesmo projeto, o Prefeito propõe que seja aprovado a permissão para que os secretários que entrem de férias continuem recebendo suas devidas remunerações que a título de hoje é 3.500 (três mil e quinhentos reais) por secretário, entretanto, aqueles que entrarem em férias serão substituídos temporariamente por outros a receberem o mesmo valor, ou seja, se dez secretários entrarem de férias e forem substituídos resultará no pagamento de mais 35.000 (trinta e cinco mil reais), vale ressaltar que os afastados continuarão recebendo, ou seja, nossa população terá que arcar com o valor de 70,000 (setenta mil reais).
O artigo sexto estabelece que o substituto só terá direito a percepção do salário se passar o período integral de 30 dias ocupando o cargo. Será que eles passarão menos de trinta dias ocupando o referido cargo para não receberem suas devidas remunerações?.
Vale ressaltar, que o bolsa família municipal era 60,00 (sessenta reais) por família, e houve um aumento de 10,00 (dez reais), um contraste na administração do prefeito Serginho, enquanto muitos ganham um irrisório valor de 70,00 (setenta reais), um grupinho aliado do Prefeito recebe vários mil reais mensal.
Diante dos fatos narrados acima, a população de Baía da Traição está sendo convidada a comparecer amanhã às 9h da manhã na Câmara Municipal, para um protesto.
Um município pobre como esse, que quase 70% da população é carente não comporta, nem merece que tal prática seja realizada. Parece que a classe política não tem limites quando o assunto é se beneficiar.
g2

3
0 Comentários

Postar um comentário