Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

PM mata jovem em Campo Grande, na Zona Oeste, após discussão em festa

Hayssa Alves tinha 21 anos
Hayssa Alves tinha 21 anos Foto: Reprodução/Facebook
Rafael Nascimento
Tamanho do textoA A A
RIO — Um policial militar matou uma jovem em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu no início da madrugada desta sexta-feira. Hayssa Alves de Souza Andrade, de 21 anos, foi baleada pelo agente, que estava de folga, após uma discussão em uma festa em Campo Grande. Depois do desentendimento, Jorge Luis da Silva, lotado no Centro de Controle Operacional da Polícia Militar, fez vários disparos contra a vítima. Acabou preso em flagrante.
Ferida, Hayssa chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Rocha Faria, no mesmo bairro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. O PM foi localizado pouco depois do crime e levado para a Delegacia de Homicídios (DH) da capital, onde o caso foi registrado. O acusado, que teria sinais de embriaguez, tentava se desfazer da arma quando foi encontrado. Na ocorrência, a polícia apreendeu a pistola e um carregador.
A perícia de local foi realizada e o corpo, encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital. Segundo a Polícia Civil, agentes da DH fazem diligências a fim de apurar detalhes do crime. Os investigadores aguardam também o laudo que confirmará quantos tiros foram desferidos contra Hayssa.
Na DH, autor dos disparos esconde o rosto para entrar na delegacia
Na DH, autor dos disparos esconde o rosto para entrar na delegacia Foto: Paulo Nicolella

PM preso em flagrante

Durante a madrugada, parentes e a advogada do policial estiveram na especializada. Ele saiu da delegacia para fazer o exame de corpo de delito e, posteriormente, retornou para a DH. No momento em que entrou e saiu do carro da polícia, ele escondeu o rosto numa camisa amarela. O PM é casado com uma mulher que não é a vítima. Ainda não há informações sobre qual seria a relação entre ele e a jovem que foi baleada.
Militares do Batalhão de Campo Grande também estiveram na delegacia. O policial envolvido no crime, no entanto, não era lotado no 40º BPM.
Pelas redes sociais, internautas ficaram estarrecidos com o crime: "Tão jovem e tão bonita. Infelizmente aconteceu essa barbaridade. Só penso nos pais dessa menina. Que Deus conforte o coração dessas pessoas ", escreveu uma mulher numa rede social. "Triste a falta de amor no ser humano", postou outro internauta.

G2
3
0 Comentários

Postar um comentário