Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

Tragédia é evitada após carro ficar preso com mulheres entre meio fio e muro de casa em Guarabira


Três mulheres passaram por momentos de pânico em um incidente ocorrido na noite desta terça-feira (31) no Bairro Primavera, na cidade de Guarabira, na Paraíba. O que poderia ter sido uma tragédia, resultou num grande susto.
A jovem enfermeira Ellen Pereira, conhecida por Elsynha, relatou ao repórter Pedro Júnior da Rádio Rural AM 850 de Guarabira, que conduzia um carro modelo Fiat Uno de cor branca, quando ao parar na ladeira da Rua Joaquim S. Amorim para dar carona a uma amiga, teria ocorrido o fato.
Eu parei o carro na ladeira para minha amiga Rayane Carla entrar. A avó dela veio trazendo ela até o carro. A avó dela abriu a porta para minha amiga entrar e quando minha amiga sentou no banco, o carro foi logo descendo, tipo, escorregando na ladeira que estava com muita areia. Eu pisei muito no freio, mas ele foi descendo de ré. A porta estava aberta e machucou a avó da minha amiga. Eu e minha amiga ficamos dentro do carro temendo algo pior. Foram muitos minutos sem tirar o pé do freio. O carro ficou suspenso entre o meio fio e um barranco que tinha cerca de 3 metros de altura e dava acesso ao quintal de uma residência. A vizinhança quando viu a cena correu para ajudar, Pediam pra nós sair de dentro, mas eu não via alternativa. Esperei até a chegada dos bombeiros.
Ainda em relatos ao repórter, a jovem Elsynha disse que foi um susto muito grande e que o motivo teria sido o acúmulo de areia espalhada na ladeira. O tio da jovem que estava com Elsynha, disse ao repórter que essa obra pertencente a empresa Cagepa está há muitos meses sem resposta. "Já fui na Cagepa várias vezes. Não aguentamos mais. Abandonaram essa obra mal sinalizada. Quase que acontecia uma tragédia com as meninas. Vamos tomar as providências", disse o morador.
As três mulheres foram levadas para o Hospital Regional de Guarabira para serem medicadas. Todos passam bem. 
3
0 Comentários

Postar um comentário