Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Os primeiros levantamentos da Polícia Civil para tentar desvendar o ataque 
contra a creche Gente Inocente, em Janaúba, na Região Norte de Minas Ger
ais, nesta quinta-feira, mostram que o crime foi premeditado. Galões de com
bustíveis foram encontrados na casa do vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos. Segundo a corporação, era portador de doenças mentais e obcecado por crianças. Ele também pode ter escolhido a data, pois o pai do fu
ncionário morreu exatamente há três anos. Por isso, avisou aos familiares que 
''daria um presenta a todos, se matando em breve''.


Equipes da Polícia Civil fazem diligências desde o início da tarde desta qui
nta-feira para levantar a vida pregressa do vigia na tentativa de encontrar os
 motivos que o levaram a cometer o crime. Na tragédia, quatro crianças fora
m mortas, ao menos 21 ficaram feridos. Durante as ações, os policiais deslocar
am até a casa de Damião, em Janaúba. No imóvel, segundo a corporação, foram encontrados galões com combustível, o que levou a concl
usão que ''o crime foi premeditado''.
Continua depois da publicidade

Segundo a Polícia Civil, a data do crime pode ter sido escolhida pelo vigia. “Foi apurado que Damião marcou simbolicamente a data, pois há três anos seu pai faleceu. Ele também disse à família, na última terça-feira (3), que daria um presente a todos, se matando em breve”, explicou, por meio de nota, a corporação. As investigações indicaram que ele era portador de problemas mentais e obcecado por crianças. 

''Além de todo o trabalho de inteligência e perícia realizado para apurar a premeditação do crime, o helicóptero da PCMG está à disposição para atendimento às vítimas. O Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral João Octacílio Silva Neto, foi para a cidade de Janaúba, junto com o Governador, e acompanhou as investigações e os serviços da PCMG'', completou a Polícia Civil.

O crime

O ataque aconteceu na manhã desta quinta-feira. De acordo com a assessor
ia de imprensa da Prefeitura de Janaúba, Damião chegou à creche com uma 
mochila rosa nas costas. Ao tocar a campainha, funcionários teriam achado 
estranho a presença do vigia fora do horário de trabalho, mas ele teria dito que
 iria entregar um atestado médico à direção da unidade. 

Ainda segundo a assessoria, Damião levava na bolsa um líquido inflamável, possivelm

ente álcool ou gasolina, que usou para atear fogo no próprio corpo. Funcionários inform

aram ainda que ele abraçou crianças que também começaram a ter os corpos incendiad

os. A sala onde os alunos estavam tem grades na janela e teto de PVC, uma espécie de 

material plástico, também inflamável.Polícia Civil: vigia que cometeu ataque em creche

 de

 Janaúba era obcecado por crianças

Investigações iniciais da corporação indicam que

 Damião Soares dos Santos, de 50 anos, premed

itou crime. Galões com combustíveis foram encontr

ados na casa dele




3
0 Comentários

Postar um comentário