Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Ex-ministro Antonio Palocci incrimina Lula em ação sobre propina da Odebrecht


508_images (12).jpg

O ex-ministro Antonio Palocci revelou nesta quarta-feira (6) em depoimento ao juiz Sergio Moro que era mesmo o "Italiano" nas planilhas de propina e que o ex-presidente Luiz Inácio Lula fez pacto com a Odebrecht para que a empreiteira pagasse R$ 300 milhões em propina ao PT entre a transição de seu governo e os primeiros anos do governo Dilma.
Palocci foi ouvido na ação em que Lula é acusado de ter recebido da Odebrecht um terreno destinado a ser a sede do instituto Lula.
Segundo o advogado Adriano Bretas, defensor de Palocci, "No caso do Instituto, ficou claro que o assunto foi deliberado por um conjunto de pessoas composto por Paulo Okamotto, José Carlos Bumlai, Roberto Teixeira, o próprio Antonio Palocci, que não nega sua mea culpa, não se exime de sua responsabilidade, mas também admite que integrava também esse colegiado o ex-presidente Lula, afirmou Bretas.
Palocci confessou pela primeira vez seus crimes diante do juiz da Lava Jato, e confirmou que a conta do PT teria alcançado R$ 300 milhões e Lula, que era identificado como "Amigo", teve a reserva de R$ 40 milhões.
Foto de capa: (Internet)
G2 POLITICA NACIONAL.
3
0 Comentários

Postar um comentário