Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Testemunha de crime sobrevive por parecer com mãe do suspeito

Testemunha de crime sobrevive por parecer com mãe do suspeito
Um duplo assassinato foi registrado no município de Campina Grande, no Agreste da Paraíba. De acordo com a polícia, um homem teria assassinado duas pessoas a facadas. Porém, um idosa de 88 anos teria escapado ser mais um vítima por se parecer com a mãe do autor dos crimes.

As mortes aconteceram no bairro do Presidente Médici e quando a polícia chegou ao local, uma casa onde a idosa morava com as vítimas, nesta segunda-feira, tomou conhecimento que o suposto assassino não a matou porque disse que ela se parecia com sua mãe.

Uma das vítimas, segundo a delegada da Homicídios de Campina Grande, Ellen Maria, era um enfermeiro de 60 anos, cuidador da idosa. Ele teria conhecido o o suspeito enquanto bebiam em um bar e o convidou para ir até a casa. No local, houve uma discussão e o suspeito atacou o enfermeiro com um faca. Após cometer o primeiro assassinato, o suspeito teria atacado um jovem de 28 anos que também estava na casa e testemunhou o crime. Ele também foi morto a golpes de faca.

De acordo com os policiais, após cometer os dois homicídios, o suspeito se dirigiu à idosa e afirmou que não a mataria por ela parecer com sua mãe. O acusado fugiu no carro que pertencia ao enfermeiro.

A idosa prestou depoimento à Polícia Civil e ainda na tarde do domingo (28), a polícia prendeu em flagrante o suspeito. Ele confessou o crime e afirmou que atacou e matou o enfermeiro após ter sido assediado pela vítima. Ao localizar o veículo, o suspeito também foi localizado, preso e encaminhado para Central de Polícia em Campina Grande.

Ainda segundo a delegada, o suspeito do duplo homicídio já havia sido preso anteriormente por roubo.

G2
3
0 Comentários

Postar um comentário