Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Moça é espancada até a morte por 

'amigas' em vídeo, ao vivo, no Face

bookInfelizmente, 


muitos crimes chocam a sociedade e voltam a

 acontecer. Alguns deles estão ligados aos atos cometidos na internet. Através do advento das 

redes sociais, muita gente, além de cometer infrações, acaba transmitindo as ações criminosas 

por sites como o Instagram e Facebook.

Garota aparece nas imagens apanhando de outras meninas. Caso tem repercussão mundial.


Um novo caso está chocando o mundo e envolve, justamente, como o mau uso das redes sociais pode atrapalhar a vida de muita gente. De acordo com informações do CM Jornal, uma jovem da cidade de Winninpeg, no Canadá, acabou sendo brutalmente assassinada, com o #Crime sendo transmitido, ao vivo, por meio do #Facebook.
O corpo de Serena McKay, de 19 anos, foi achado com sinais claros de agressão.
Antes de seu cadáver ser achado pelas autoridades, um vídeo que mostrava a agressão já estava na internet. Ele mostra duas outras mulheres batendo na jovem. Serena grita nas imagens enquanto é espancada até a morte.
É possível ver o seu rosto completamente ensanguentado. As imagens foram apagadas do Facebook, mas, de qualquer forma, a polícia quer que a rede social possa ajudar nas investigações da morte de Serena. No geral, a rede social não libera dados confidenciais de seus usuários, mas colabora ao encontrar o que foi publicado.
O assassinato da moça canadense repercutiu em todo o mundo. No vídeo que foi apagado, Serena aparece deitada no chão e apanhando de garotas, que seriam suas supostas amigas. Elas agem de forma extremamente cruel.
Mesmo ouvindo e vendo a jovem solicitando para não apanhar, elas a chutam, dão murros e a torturam de diferentes maneiras.
Apenas se sabe que a vítima teria cometido algo que irritou as possíveis amigas, isso porque ela aparece no vídeo pedindo desculpa pelos seus atos.
Mesmo se desculpando, Serena continua a apanhar no chocante vídeo até que para de falar e desmaia. Mesmo sem os sentidos, a moça continua sendo agredida. Duas adolescentes, de 16 e 17 anos, foram detidas pela polícia canadense e são acusadas de terem participado do bárbaro crime.
Por se tratarem de menores de idade, as adolescentes não tiveram o nome revelado. Os investigadores descobriram, por exemplo, que as duas meninas era amigas de classe de Serena no liceu Sagkeeng Anicinabe. Um representante do Facebook disse ao CM Jornal que o que aconteceu com a jovem era terrível e que lamentava o ocorrido. O porta-voz da empresa ainda disse que desejava forças e condolências para a família da vítima. #SerenaMcKay
3
0 Comentários

Postar um comentário