Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Homem é preso ao tentar sacar dinheiro com documentos falsos

Homem é preso ao tentar sacar dinheiro com documentos falsos
Policias civis da 18ª Delegacia Seccional de Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba, prenderam em flagrante, no início da tarde desta terça feira (9), Francinaldo Afonso Paulino, 51 anos, natural da cidade de Brasília, no Distrito Federal. Ele é suspeito de praticar os crimes de uso de documentos falsos e estelionato. A prisão ocorreu próximo a uma agência bancária.

A polícia recebeu informações sobre Francinaldo pelo número 197 Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Sesds). Na ligação anônima, a pessoa disse que um homem em atitudes suspeitas foi visto circulando no município em um veículo e que estava tentando sacar dinheiro na agência bancária da Caixa Econômica Federal que fica no Centro da cidade de Catolé do Rocha.

Agentes de investigação da Polícia Civil foram até o local e pelas características repassadas pelo denunciante identificaram o suspeito, ficaram observando de longe as tentativas do investigado de sacar o dinheiro de forma fraudulenta. Quando Francinaldo saiu do banco continuou sendo seguido pelos policiais. Sem desconfiar de nada, o suspeito seguiu por algumas ruas até ser abordado e preso.

Na Delegacia, os policiais analisaram os documentos apresentados pelo suspeito e comprovaram que eram falsos. “Durante uma consulta de antecedentes criminais realizada no Sistema Nacional de Integração de Informações de Segurança e Segurança Pública, o Infoseg, descobrimos que Francinaldo e a esposa, que reside em Campina Grande, já possuem processos e condenações emitidos pela Polícia Federal”, disse o delegado Anderson Fontes.

Com a prisão do suspeito, a equipe de investigadores descobriu que ele já vem cometendo crimes de estelionato em outras regiões e fazendo vítimas por onde passa. Francinaldo Afonso Paulino foi conduzindo para a Cadeia Pública de Catolé do Rocha, onde vai aguardar pela decisão do Juiz de custódia. O procedimento que resultou na prisão do suspeito foi encaminhado para a Polícia Federal, que tem a competência de investigar crimes cometidos contra a Caixa Econômica Federal.


Secom
g2portal.
3
0 Comentários

Postar um comentário