Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Grupo não quer Bruno jogando no Bangu

Grupo não quer Bruno jogando no Bangu
Depois que o defensor do ex-goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza passou a alardear que seu cliente está prestes a voltar aos gramados, vários grupos têm se mobilizado nas redes sociais manifestando repúdio à contratação dele. É o caso de torcedores do Bangu Atlético Clube, que criaram um abaixo-assinado para se posicionarem contra a possibilidade de contratação do ex-jogador do Flamengo.

Tão logo Bruno se viu livre, beneficiado por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), seu advogado Lúcio Adolfo afirmou que havia pelo menos nove times brasileiros interessados em contratá-lo. “Agora já são mais de 12. Não posso dizer quais para não atrapalhar a negociação. Mas ainda neste semestre Bruno estará de volta ao futebol”, afirmou Lúcio Adolfo ao G1 na última sexta-feira.

Embora não tenha dito ao G1 quais os times estariam supostamente negociando a contratação de Bruno, Adolfo anunciou em entrevistas a outros veículos que um destes times seria o Bangu. Sem nomear os demais, afirmou que três são do Rio de Janeiro, dois de São Paulo, um de Brasília, e três de Minas Gerais e que pelo menos três destes disputam a série A do Campeonato Brasileiro.

O abaixo-assinado realizado pelos torcedores do Bangu é direcionado à diretoria do clube. O grupo chama de “esdrúxula” a ideia de contratar Bruno e qualifica como “absurdo sequer imaginar um assassino condenado pela morte, com requintes de crueldade e frieza, de sua ex‐namorada e mãe do seu filho”. Lançado na sexta-feira (3), o documento virtual estava assinado por 226 pessoas até a manhã desta segunda-feira (6).

Ao Jornal Extra, o diretor executivo do Bangu e sócio da Vivyd Capital, empresa do mercado financeiro que cuida da gestão do clube, Luiz Henrique Lessa, repudiou a história, afirmando se tratar de um “factoide” e garantindo que “não existe a mínima hipótese de contar com ele no elenco”.
3
0 Comentários

Postar um comentário