Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

VIDÊOS DE EVENTOS

16/02/2017 19h23 - Atualizado em 16/02/2017 19h24

'Tribunal do crime' via telefone julgou jovem que teve execução filmada

Delegado diz que vítima teria se envolvido com mulher de preso em MS.
Um dos suspeitos foi apreendido no dia em que completou 18 anos


Juliene KatayamaDo G1 MS
Vídeo em celular de adolescente em MS mostra execução a sangue frio (Foto: Reprodução/TV Morena)Vídeo em celular de adolescente em MS mostra execução a sangue frio (Foto: Reprodução/TV Morena)
Richard Alexandre Lianho, de 25 anos, que teve a execução filmada na última terça-feira (14), foi julgado por um “tribunal do crime” via telefone, segundo o delegado Bruno Urban, da Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij). O motivo seria um relacionamento com a mulher de um preso que integraria um grupo criminoso.
Essas informações foram passadas pelos três suspeitos interrogados pela polícia que ainda serão averiguadas pelo setor de Inteligência, de acordo com o delegado. Foram apreendidos um adolescente de 17 anos e outro que completou 18 anos na quarta-feira (15), dia da ação policial. Um suspeito de 22 anos também foi preso.
“Richard estaria tendo um relacionamento com a mulher de um detento que pediu punição. Ele também estaria mexendo com crianças no bairro”, disse Urban.
Para pegar a vítima, o grupo teria criado um perfil falso com nome e foto da mulher do detento em uma rede social e marcado um encontro em uma residência no bairro Zé Pereira, em Campo Grande, onde moravam os adolescentes.
No local, o jovem foi mantido em cárcere privado por cerca de quatro horas. “Houve uma reunião por telefone com o preso e condenaram à execução”, explicou o delegado. Conforme Urban, o carro usado para irem até a cachoeira do Ceuzinho era do suspeito de 22 anos.
O adolescente de 17 anos disse à polícia que ele fez a gravação da execução. Na gravação é possível ouvir vários disparos e os suspeitos ainda esfaquearam e degolaram a vítima. O dono do carro negou ter atirado contra o jovem.
O grupo tentou esquartejar o corpo, mas não conseguiram. Também tentaram jogar de cima da cachoeira, mas ficou enroscado na parte de cima e disseram não tentar desenroscar porque estava chovendo e o chão estava escorregadio.

O vídeo mostra o homem com as mãos amarradas. Ele dá um recado para a câmera e, na sequência, é executado. O homem recebe vários tiros e facadas. De acordo com o delegado Bruno Urban, o crime pode ter sido motivado pela guerra de facções.
Entenda o caso

Um vídeo gravado no celular de um adolescente preso por roubo a um supermercado em Mato Grosso do Sul revelou um crime cruel: um assassinato a sangue frio. O corpo de Richard Alexandre Lianho foi encontrado, na quarta-feira (15), na cachoeira do Ceuzinho, saída para Rochedo. Ele tinha passagens por tentativa de estupro e furto.
Três pessoas participaram do crime. Segundo o delegado, eles foram contratados para a execução.
O vídeo foi encontrado no celular de um dos dois adolescentes presos pelo roubo de um supermercado em Três Lagoas, a 313 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul. Eles confessaram o assassinato e indicaram a participação do terceiro homem, de 22 anos, que também foi preso.
3
0 Comentários

Postar um comentário