Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Projeto de lei propõe instalação de câmeras em abatedouros

  ronaldo silva
Abates poderão ser transmitidos pela internet (Foto: iStock / think4photop)
Abates poderão ser transmitidos pela internet (Foto: iStock / think4photop)
Abates poderão ser transmitidos pela internet (Foto: iStock / think4photop)Você já parou para pensar como são criados os animais que vivem (ou melhor, sobrevivem) em abatedouros? Sabe se esses locais promovem ao menos o bem-estar dos animais antes de eles serem levados para o abate? O consumidor sabe a procedência do produto que ele está colocando na mesa?
Pensando nestas questões, o deputado paulista Feliciano Filho (PEN) criou um projeto de lei que obriga todos os abatedouros do Estado de São Paulo a instalarem ao menos uma câmera em cada etapa de sua produção, desde o recinto onde os animais aguardam para serem abatidos até a separação das partes e a retirada do sangue.
O PL 35/2016 foi publicado no Diário Oficial no sábado (6). No texto, o deputado lembra que essa iniciativa já foi tomada em outros países. “Em Israel, um abatedouro foi fechado por maus-tratos, fato que motivou o ministro da Agricultura daquele país a tornar obrigatória a instalação de câmeras em todos os abatedouros. Desta forma, os veterinários do Governo, as entidades de proteção e a sociedade têm como fiscalizar em tempo real se os animais estão sendo tratados com crueldade”, explica Feliciano.
Após a instalação das câmeras, a ideia é fazer transmissão em tempo real pela internet desses lugares. Dessa forma, a linha de produção dos abatedouros poderá ser fiscalizada por qualquer pessoa. O deputado também acredita que a lei servirá para garantir mais transparência no processo que resulta em produtos como carne, ovos e leite.
Se a lei for aprovada e sancionada pelo governador, os abatedouros terão 90 dias para se adaptar à nova regra. Os estabelecimentos que ignorar a futura lei poderão pagar multa de R$ 4.710,00 por animal abatido sem a instalação das câmeras e poderão ter a cassação de sua licença de funcionamento.
“Afinal,” conclui o deputado, “Como já disse Paul McCartney, ‘se os abatedouros tivessem paredes de vidro, seríamos todos vegetarianos’”.
3
0 Comentários

Postar um comentário