Seguidores

ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

Cássio antevê ‘prova dos nove’ entre PSDB e PT com disputa Lula e Aécio já em 2016
Cássio_Mari

O senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB) voltou aos holofotes da imprensa nacional ao provocar a cúpula petista, afirmando que o ex-presidente Lula (PT) não precisará esperar 2018 chegar para disputar novamente à Presidência da República. Segundo o líder do PSDB no Senado Federal, Lula “pode concorrer já em 2016, se a Justiça Eleitoral cassar o mandato de Dilma Rousseff, como imaginamos que deve ocorrer.”
Ainda segundo Cássio, a eleição seria uma espécie de “prova dos nove” entre o PT e o PSDB, com a disputa direta entre Lula e o senador mineiro, Aécio Neves (PSDB).
Ainda segundo Cássio, o afastamento da atual presidente pela Justiça Eleitoral “seria a melhor forma de superar o impasse político que paralisa o Brasil.” O parlamentar paraibano ainda pede o afastamento também do vice-presidente Michel Temer (PMDB).
Se esse desfecho se confirmasse, uma nova eleição teria de ser convocada em 90 dias. “Até o calendário colabora para essa solução”, diz Cunha Lima. “Teremos eleições municipais no ano que vem. E a eleição presidencial poderia ser feita simultaneamente, sem custos para o Tesouro. Chegaríamos à resolução do impasse consultando a soberania popular. E Lula não precisaria esperando tanto tempo para concorrer novamente.”
A “solução” preconizada pelo pedaço do tucanato próximo de Aécio esbarra num inconveniente: a dupla cassação de Dilma e Temer faria de Eduardo Cunha presidente da República por 90 dias, até a realização de novas eleições. “Para que as eleições ocorram, será necessário, primeiro, afastar o presidente da Câmara”, declara Cunha Lima. “O Eduardo Cunha não pode presidir o país nem por nove segundos.”
Da Redação
3
0 Comentários

Postar um comentário